Tem como objetivos a pesquisa estética, produção de repertórios e democratização do acesso à arte. Assessorar Núcleos no desenvolvimento de metodologias e suportes para registro, fluxo, acesso e transmissão de informação e conhecimentos, provendo Tecnologias de Informação e Inteligência quando necessário. E planejar e gerir interfaces com a web.

MOINHO IN CONCERT

 O espetáculo Moinho in Concert consolida uma iniciativa que, de forma progressiva, tornou-se uma das realizações de maior visibilidade do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano. Além de reunir todas as áreas de expressão trabalhadas na Instituição, o projeto mobiliza técnicos locais e de outras regiões do País, conta com a participação de artistas brasileiros e convidados, e aproxima o grande público a uma arte de qualidade, em que os principais protagonistas são crianças e adolescentes, nos papéis de bailarinos, instrumentistas orquestrais, solistas e coralistas, moradores de Corumbá (MS), Ladário (MS), Puerto Suárez (Bolívia) e de Puerto Quijarro (Bolívia). Todos os anos os espetáculos são temáticos e desde 2008 eles são exibidos fim de ano pela TV Morena para todo o Estado do Mato Grosso do Sul e 40 mil pessoas já foram impactadas na região.  

Temas

2007 – Faz de conta – Baseado nos poemas do Manoel de Barros, uma homenagem ao autor.

2008 – Quebra-Cabeça – O desafio de colocar em uma única foto diferentes cabeças e culturas. Um louvor as diferenças!

2009 – Rainha Nuvem – O tema foi inspirado na nuvem do mundo digital, onde tudo se pode armazenar. 

2010 – Na Cabeceira dos Rios – Uma homenagem ao Pantanal, abordando o tema natureza.

2011 – Luna – As fases da lua representadas pelo astrônomo Galileu, cada uma com sua virtude e diferença.

2012 – O Lado de Dentro – Homenagem ao compositor e músico Geraldo Espíndola, tendo suas canções traduzidas em dança, música e arte.

2013 – O Segredo da Brincadeira – A proposta é reviver as brincadeiras do passado que foram esquecidas.

2014 – Moinho de Artes e Sonhos – Espetáculo em homenagem aos 10 anos do Moinho, com remontagem das coreografias inesquecíveis.

2015 – Sinfonia em Música e Dança – A Saga de uma Nota Musical: o tema traz a história de uma Nota Musical e sua saga através da arte.

2016 – Conto Natalino e Canto Sul-Americano: No Conto Natalino, primeira parte, o Moinho in Concert apresenta fragmentos de um tradicional conto de Hoffmann musicado por Tchaikovsky, chamado “O Quebra Nozes”. Na segunda parte,  homenageia três dos principais expoentes da música de Mato Grosso do Sul e latino-americana, Márcio de Camillo, Jerry Espíndola e Rodrigo Teixeira, que formam o trio Hermanos Irmãos.

2017 – Nossa Gênese : O tema fala de divisão do Estado, originando a criação de Mato Grosso do Sul há 40 anos, estruturado em cinco atos que envolvem ainda a poesia de Manoel de Barros, a influência de diversos países sobre a identidade sul-mato-grossense e, arrematando todo o enredo, o rio Paraguai: elemento aglutinador com sua força, crença e cultura regional.

2018 – Memória de um Imigrante – Martino Santaluce: O espetáculo representa em cena a vida deste imigrante que trouxe em sua bagagem apenas o ofício de construtor e o sonho de fazer fortuna longe da Itália, arrasada pela guerra. Os fatos que marcaram sua vida breve costuram uma trajetória que marcou o desenvolvimento da cidade de Corumbá/MS, que o acolheu e lhe deu as condições necessárias para crescer, como ainda faz a tantos outros migrantes e imigrantes.

2019 – Um País Inexistente… Los Xarayes: a peça conta a história do mundo paradisíaco da Laguna de Los Xarayes, uma região geográfica de extrema biodiversidade que, em meados do século XVIII, passou a ser chamada pelos colonizadores portugueses de Pantanal.

2020 – O Saber Pantaneiro: Permeando a história dos 101 anos de Agripino Soares, o espetáculo aborda as dores e alegrias do povo pantaneiro.