Amanda Lima (10) impressionou o cantor Almir Sater com apresentação da música "Comitiva Esperança". / Imagem: Arquivo Pessoal de Joelma Lima.

O valor artístico é relativo?

No caso da jovem cantora Amanda Lima, de apenas 10 anos, parece que sim. Longe de seu talento ser questionado - mesmo um leigo em música se impressiona com o potencial vocálico e o talento instrumental da artista mirim.

Ainda assim, o valor artístico da cantora não foi prestigiado pelos jurados na edição 2019 do Festival Estudantil da Canção de Corumbá (FECC). Extremamente aplaudida pelo público, Amanda foi desclassificada pelos jurados já na primeira rodada da categoria infantil do Festival.

Porém, um registro de seu ensaio para o FECC, no qual a artista interpretava a música “Comitiva Esperança”, foi compartilhado por sua mãe na rede social Facebook. O vídeo logo rendeu olhos e ouvidos de inúmeros internautas.

O prestígio surgiu e, pouco tempo depois, um nome nem um pouco insignificante fez contato: um dos compositores e mais conhecidos intérpretes da canção, o cantor Almir Sater.

Impressionado com a apresentação de Amanda, a assessoria do cantor contatou a mãe da menina, e convidou a jovem cantora para se encontrar com Almir Sater nos bastidores do show de encerramento da 7ª Mostra Audiovisual de Dourados (MAD-UFGD), no dia 26 de maio.

Amanda mal conseguiu entender e, até acreditar, nessa reviravolta em sua crescente carreira. Em um minuto, ela era consolada pela mãe, após ter ciência de que não havia sido classificada para o FECC. E, em outro, ela recebia um convite mais do que especial vindo daquele que é, inquestionavelmente, um grande ídolo.

 

“O Almir Sater é um homem iluminado”, afirma a mãe de Amanda, a secretária Joelma Lima, “Ele a recebeu com muito carinho, disse que da próxima vez quer ver ela tocando sanfona. Até agora ela está nostálgica com esse momento, tenho certeza que isso vai ficar marcado no coraçãozinho dela. Foi um encontro inesquecível de muita doçura e carinho!”.

A corumbaense Amanda Limda (10) foi convidada por Almir Sater após o cantor se impressionar com sua apresentação musical. Encontro aconteceu na 7ª Mostra Audiovisual de Dourados (MAD-UFGD).

 

O talento de Amanda vem sendo lapidado desde os 08 anos de idade. A menina é aluna do instituto Moinho Cultural, em Corumbá, e através do professor Wagner Angélico, Amanda amadurece seu potencial musical, tanto na voz quanto na habilidade com os instrumentos.

Amanda, que toca piano e violino, também vem desenvolvendo suas habilidades na sanfona, o que fomenta seu gosto pela música sertaneja de raiz.

“Amanda é apaixonada pelas músicas de Almir Sater, sobretudo por Comitiva Esperança. Com 09 anos ela cantou essa mesma canção à convite da Tenente Joyce Santiago na 1° noite cultural da Polícia Militar de Corumbá. Essa música é realmente especial”, diz a mãe emocionada.

Amanda Lima não se deixou desmotivar pela desclassificação no festival do município. A menina agora prossegue seus estudos na música e busca uma carreira que só tende a se expandir.

Fonte: https://correiodamanha.com.br/site/noticia/talento-de-cantora-mirim-corumbaense-impressiona-almir-sater-que-a-chama-para-encontro