Notícias

Fotógrafo e documentarista alemão visita o Moinho Cultural

De paramotor, documentarista realiza filmagens no Pantanal para programa de televisão.

 

Um alemão que carrega o Brasil em seu coração. Amante da aviação e do cinema, assim, é Sylvestre Campe, um apaixonado pelas terras brasileiras, onde despejou aqui, toda sua experiência, que teve início ainda na sua infância, herdada pelo pai e que até os dias de hoje, consegue transmitir toda essa paixão de lugares exuberantes, através de documentários e fotografias.

Conhecido também no meio cinematográfico como “Alemão”, ele está de passagem pelo Pantanal de Corumbá. Fazendo o que mais gosta: “vendo o mundo de cima, como um pássaro livre”, maneira o qual ele descreve o gosto pelas viagens e lugares que visita, Sylvestre aproveitou a estadia para visitar os alunos do Projeto Moinho Cultural, dando uma pausa nas gravações de mais um programa de aventuras, feitas aqui, chamado “Aéreas” e que é transmitido pelo canal Off.

“Em meio a tanta correria sempre procuro fazer pausas nas viagens pelo mundo para poder conhecer outros tipos de cultura e saber que temos isso aqui no meio do Pantanal, um polo cultural tão importante que beneficia crianças e jovens dessa região, é saber que a cultura de verdade e tradições de um povo, estão sendo resguardadas. Isso faz bem para a vivência de um povo”, fala Sylvestre ao assistir apresentações de balé clássico do Moinho Cultural.

Para a Márcia Rolon, diretora executiva do Moinho Cultural, a ilustre presença de Sylvestre Campe, representa incentivo profissional e pessoal, para a os alunos, podendo possibilitar uma melhor perspectiva de vida para cada um deles.

“Além dele conhecer o local, o mais importante é fazer essa troca de conhecimento, intercambio entre as crianças e ele. Isso demonstra a cada uma delas, que o mundo é grande e pode ser explorado, seja de qualquer foram ou maneira, assim, como ele faz e consegue transmitir essa experiência através de vídeos. Sempre que pessoas como ele visitam a nossa cidade, procuramos convida-las, para possam passar um pouco de sua vivência aos nossos alunos. Isso é sinônimo de incentivo na vida deles”, disse Márcia.

Não sendo a primeira vez no Pantanal sul-mato-grossense, Sylvestre disse que toda vez que pode, sempre procura se organizar, para realizar expedições nessa área do planeta, “aqui é um lugar espetacular especificamente o alto Pantanal. Muito se fala em outras cidades, mas aqui é um dos lugares mais belos do mundo. Quando Deus começou a criar o Planeta, sem sobras de duvidas, ele se inspirou por essa região”, menciona com firmeza Sylvestre ao ser referir a Serra do Amolar, local por quem se diz apaixonado.

Filmagens no alto Pantanal

É através de um paramotor, companheiro de viagem de todas as horas, que o “Alemão” sobrevoa os lugares. Com uma câmera em mãos, áudio ajustado e material de segurança, ele consegue transformar os vídeos em verdadeiras imagens, que procuram sempre exaltar o local visitado.

Desta vez, ele teve início com as filmagens no estado de Mato Grosso, na Chapada de Guimarães, sobrevoando todo o local. Porém apesar da beleza do local, é aqui em Corumbá, que ele acaba ficando encantando com a fauna e flora oferecida pela natureza.

“Depois da Chapada, viemos sobrevoando para Corumbá, onde passamos pelo rio São Lourenço, depois a Serra do Amolar até chegarmos ao centro urbano de Corumbá, para este encontro maravilhoso com os alunos do Moinho”, fala Sylvestre.

Apesar de tantos quilômetros percorridos, a viagem não se encerra aqui. Sylvestre Campe e sua equipe deverão seguir até o Forte Coimbra, onde as filmagens deverão prosseguir.

A data do programa ainda não foi definida, mas ele revelou que uma série, com dez episódios, gravadas durante 60 dias no Pantanal, será exibido pelo canal Off ainda nesse semestre.

As gravações contam a história de duas meninas que vivenciaram de perto o Pantanal, lugar procurado por turistas do mundo todo.

Equipe

Campe disse que são mais de 20 pessoas que o acompanham nas viagens, sendo 13 pilotos cada um com seu paramotor que ficam espalhados por todas as regiões dos lugares o qual ele visita. Além disso um produtor o acompanha diretamente, bem como uma equipe técnica. Mas as filmagens são feitas por ele apenas, como no Pantanal, lugar que ele sobrevoou sozinho com a câmera em mãos.

Sylvestre Campe

Fotógrafo e documentarista alemão, nascido em Munique em 1966, passou parte da infância e da adolescência velejando com a família e ajudando o pai a filmar documentários de viagem. Nasceu assim seu gosto pelos filmes de aventura, gênero em que se especializou. Formado em cinema pela Rhode Island School of Design, chegou ao Brasil no começo dos anos 1990. Desde então, tem trabalhado em publicidade, cinema e televisão.

Dirigiu e fotografou programas de aventura para canais como Rede Globo, CBS, Animal Planet e FRANCE 5. Atualmente trabalha como operador de câmera no reality show The Amazing Race.

No cinema, dirigiu e fotografou médias metragens como Asas, Um Sonho Carioca (2004) o longa Extremo sul (2005), codirigido com Monica Schmiedt.

 

Fonte: https://folhams.com.br/2017/08/11/de-paramotor-documentarista-realiza-filmagens-do-pantanal-para-programa-de-televisao/

 

 

 

 

Instituto Moinho Cultural - 2015