Notícias

Companhia de Dança do Pantanal inicia atividades no Moinho

A Companhia de Dança do Pantanal virou realidade. Criada pela diretora executiva do Moinho Cultural Sul-Americano, Márcia Rolon, a companhia entra em atividade com dançarinos do Moinho e ex-integrantes formados no instituto, mas com a proposta de abertura para dançarinos de toda a comunidade, como forma de expandir a arte como aprendizado, prática e meio de transformação de vidas. “A proposta é levar a Companhia de Dança do Pantanal para apresentações em todo o País”, destacou Márcia Rolon.

A proposta foi reforçada com a chegada dos mestres cubanos da dança, Rolando Candia e Mayda Rivero, referência em qualificação de dança clássica sul-americana, que iniciaram em Corumbá um novo ciclo de uma trajetória de mais de 40 anos como bailarinos e professores em Cuba, Uruguai, Paraguai, Colômbia e agora o Brasil.

Trata-se de mais um passo importante iniciado a partir da base formada há 12 anos pelo Instituto Moinho Cultural Sul-Americano, que tem a Vale como principal parceira, período em que mais de 1500 estudantes já foram beneficiados em Corumbá, Ladário e cidades bolivianas da fronteira, Puerto Suarez e Puerto Quijarro. O Moinho oferece aulas de dança, música, tecnologia, apoio escolar, idiomas, cidadania, educação ambiental e patrimonial no contraturno escolar.

Instituto Moinho Cultural - 2015